17 de abril de 2010

GENTE QUE FAZ FALTA: SEU RAUL NARCÍSO


Foi no trânsito da capital também que me deparei com um caminhão desses que transportam combustível. Eu estava ali parada diante dele e fiquei observando e lembrando de um igualzinho a ele que eu via quando era moleca nas ruas sem asfalto da antiga Santa Luzia. Um caminhão tipo pipa vermelho com o símbolo da Texaco e que pertencia ao seu Antônio do Posto, o único posto de gasolina onde a cidade abastecia a sua frota de veículo que era muito pequena ainda.


Aquele posto faz parte da nossa história e tenta resistir ao tempo guardando consigo uma parede de boas memórias. No mesmo local onde nós hoje quase não vemos movimento, antes íamos para as serestas mais apreciadas pela juventude. Aquele posto era frequentado pela população de bons dotes econômicos e vez ou outra promovia uns shows em voz e violão ou teclado que animavam a pequena cidade. Hoje, velho e já tão descaracterizado, ele tenta, às duras penas sobreviver às regras do tempo que passou e levou consigo os momentos de glória e boas lembranças. O posto LEICIANE como é chamado agora ainda resiste à força da vida que retira de nós tantos momentos e sinais. ELE continua VIVO e aquele caminhão antigo também, mas o motorista que manobrava o veículo em dia de abastecimento das cisternas do posto, este já não está mais conosco. SEU RAUL NARCÍSO. Lembro com saudade desse senhor que recentemente a morte tirou de nós. O TEMPO subtraiu da gente. Eu tantas vezes o vi passar pela rua Marechal Rondon onde morei ouvindo o som de Roberto Carlos no toca fitas e fugindo da elevada temperatura ao frescor de um daqueles ventiladores pequenos que se usava antigamente nos caminhões. O carro passava deixando uma nuvem de poeira para nós que estávamos ali sentados nas calçadas depois de termos corrido da rua ao perceber que ele vinha no volante lá em cima na cabeceira da ladeira: som alto, veloz, vidros abertos, buzinas aos gritos, desenfreado passando por nós e apagando o nosso campo de futebol desenhado no chão. Seu Raul era um senhor de muitos sorrisos, era meio gago, sei lá, falava rápido, andava ligeiro e gostava de uma birita. Era uma boa pessoa. Não porque morreu, mas porque não fez mal a ninguém. Não tinha inimigos e não travou batalhas.

Sou amiga dos seus filhos e convivi mais ainda com ele porque frequentava a sua casa. Almocei muitas vezes por lá aos domingos no banquete feito pela dona Dica, minha mãezinha, como eu a chamo. Almoços fartos com muito porco assado e saladas em maionese. Passei tardes de sábados por lá e sempre via o SEU RAUL aos risos, muito brincalhão e bastante atencioso com os netos. Ele está morto e deixou lembranças aos que conviveram com eles e à família que ainda tenta se recuperar do baque e dos falatórios. É que há pessoas no 47 que não aprenderam ainda a respeitar a dor do outro. Gente que nunca entendeu direito o lado do outro, o coração do outro.


Fui à procissão na Semana Santa e vi a Dona Dica solitária e triste com um raminho na mão seguindo a ladeira rezando. Não tive condições de ir até lá para lhe oferecer um abraço, mas do carro proferir algumas palavras: “Como estás, mãezinha?”. “Estou bem não, minha filha!”. “Vai passar, acredite!”, eu falei. E ela de lá: “Estou só agora, sou uma pessoa sozinha e preciso ficar só por um tempo pra entender o que a vida tem feito comigo!”. A Mayara chorou no carro quando ouviu aquela senhora com os olhos em lágrima falar assim, tão solitária de si mesma, tão decepcionada com tudo. Eu pedi a benção e desejei melhoras. Viemos embora e hoje, diante desse caminhão que é a cara dele eu fico pensando: “Até quando nos sentiremos sós?”. “Até quando a vida nos reservará companhias”.“Até quando morrer será fácil de ser superado?”. Deus abençoe a senhora, dona Dica. Deus proteja os seu s filhos, os meus amigos. Até mais.

Um comentário:

simone disse...

Eu agradeço pela homenagem que fez para meu eterno papai.Independente de qualquer coisa ele sempre foi um grande PAI, um maravilhoso vo, defeitos todos tem...Quem nunca pecou que atirem a primeira pedra...Agora caminharemos ao lado de nossa Querida MAE estaremos sempre ao lado dela pois e a melhor MAE do mundo..Estamos sofrendo muito mais um dia Deus nos confortara .TE AMAREMOS SEMPRE PAPAI♥