20 de maio de 2010

Ia tornar restrito o mural, mas meu coração não deixou


Ia tornar restrito o mural, mas meu coração não deixou. É nele que os amigos escrevem e desabafam a sua saudade...estou cansada e cheia de trabalhos. A minha vida não é fácil aqui na capital...quinta-feira é um dia cheio de muito estresse e hoje, quando cheguei em casa e li meu blog de Santa Luzia fiquei tão chateada, tão magoada, tão pra baixo...tomei um banho, fui ver o meu outro blog e li coisas tão bacanas, pessoas que me amam, meus alunos,meus amigos de trabalho, muita gente que elogia o meu profissionalismo...fiquei feliz...E agora estou pensando: MINHA CIDADE, o lugar onde eu cresci, as pessoas com as quais convivi...me atacando, me atingindo...e as pessoas aqui da capital, me dão tanta força, me pegam no colo, me admiram...

Liberei o mural novamente...Sinto que o meu coração sabe o que eu sou de verdade. Tem muita gente no 47 que torce por mim...Gente que me viu ali naquele lanche e sentiu que eu merecia mais...Nunca ganhei nada de graça...estudei muito, trabalhei muito, sofri muito também...Errei muito, infinitas vezes, mas aprendi muita coisa, voltei atrás em muitas atitudes, tenho uma família linda, amo a Mayara, morro de amor pela minha filha e ganhei o carinho das pessoas que trabalham comigo...

Falem...Desabafem...Não sou um má pessoa, uma pessoa sem caráter...meu pai não me ensinou isso. Sou filha de duas pessoas lindas e honestas, tenho boa alma, vou superar...

BOA NOITE A TODOS....

2 comentários:

Anônimo disse...

Boa tarde, só gostaria de parabenizar o blog, tá muito legal! Ah! Uma curiosidade: onde foram encontradas as informações sobre a história de Santa Luzia do Pará. Sou acadêmico e fiquei interessado. Obrigado....

Amanda disse...

Isso mesmo professora,não ligue para esses tipos de pessoas.Saiba que vc é muito amda pelos seus aluno.Continue sempre assim minha linda,sem medo ou vergonha de ser feliz.