3 de maio de 2010

Amizades virtuais entre primos reais: COMO PODE?


E eu estive olhando o meu perfil no Orkut e me deparei com um pedido carinhoso do meu primo Ederson para que eu o aceitasse como amigo naquela página, o meu Orkut está lotado e por isso eu tive que fazer um outro para aceitar as pessoas que não conseguiam entrar no primeiro. Hoje eu fui dá uma olhadinha nos recados e vi que ele havia postado algumas fotos: “MINHA FAMÍLIA, MEU TUDO” era o nome dado ao álbum.
Entrei par ver as fotos e fiquei pensando: "Como ele cresceu, como eles estão diferentes, nossa mãe, como o tempo passou". Fiquei ali pensando no seu pedido: “Quero ser seu amigo, posso?” . Caramba, ele é meu primo legítimo, temos parentesco direto e nunca paramos pra ser amigos mesmo! Tem horas que me dá essa impotência, sabe? Essa de ter que aceitar que nós passamos a vida toda dando valor a certas coisas que nem são assim tão importantes e nos afastamos do melhor que a vida pode nos proporcionar: a família. Vi as fotos do Ederson com o seu filhote, o Eduardo, filho da Conthy e fiquei deprimida em saber que aquele garotinha talvez quisesse o tempo que eu tive e não aproveitei.


Vi também as fotos do Eder, meu primão de poucos sorrisos, lembrei que um dia eu o encontrei no trânsito aqui na capital, ele dirigia uma van e eu buzinei insistentemente para que me olhasse e não me reconheceu, passou alguns minutos fugindo de mim, até eu fechar o seu veículo e lhe dizer um oi. Foi engraçado, ele ficou com medo do meu carro que, numa velocidade terrível, seguia o dele para um único contato: um sorriso, era o que eu queria. Ele me viu depois e disse; “Poxa vida, é tu menina!” Conversamos uns segundos e eu segui o meu caminho pensando. Quanto tempo ele mora aqui na capital e eu nunca lhe fiz uma visita. É meu primo e eu assim tão distante.


Outro dia foi o Pantinha quem me surpreendeu. Estávamos no Castanheira, eu e a May, quando resolvemos tomar um chope, subimos até à praça de alimentação e fomos a um restaurante e o encontramos lá. Ele ficou feliz em me ver. Levantou, me deu um abraço, me chamou de prima, pediu que eu sentasse e só saímos de lá quando já estávamos porres. Fiquei feliz pela oportunidade que a vida nos deu em estarmos ali numa conversa de amigos e primos que somos.

Fui ao álbum do Éderson e vi que perdi tempo deixando de conviver com eles. A Samara visitou o blog dia desses e me deixou um recado, a Carol está linda e grande, o Rodrigo está até namorando, ele era tímido, sem jeito e agora é um rapagão. Fiquei emocionada. Triste por ter perdido tanto tempo sem tê-los comigo. Enquanto ao Ederson, aceito ser sua amiga sim, primo. Mesmo e de verdade. Conte comigo. Estou por aqui. Beijos!


Postando esta fotinha linda da minha irmã Jamylle com o Ederson na maior intimidade - me deu aquela inveja boa de vê-los assim tão próximos

2 comentários:

Gil disse...

Nussa Prima...
Amei a postagem...VLW
Mandei até o papai dar uma olhadinhah.. (Aquela delícia) kkkkkkk
Show..
(Ainda bem que foi uma foto bonitinha pra ir (Já pensou).. rsrsrs)..

(Estava estagiando no hospital lá em Santa Luzia,
e levei meu PC, nussa a Fran do Franço, amou as postagens também...)


Adoro seu blog, sempre visito...

Bjus... (Samara)

Gil disse...

Prima amanhã é o Niver da Conchetta,04-05
Amei a postagem q vc fez pra ela..

Levei meu pc na casa dela, pra ela ver..

A Mãe dele chorou chorou, a zida qria te ligar pra agradeçer mais não tinha seu numero... A Ivelane amou...

Abrigada pelo carinho!!! Bjusss..

(Samara)